Coronavírus: riscos durante a gestação

Todos nós já estamos cansados de ler e ouvir sobre o coronavírus e a pandemia que se espalhou rapidamente pelo mundo.

A verdade é que a COVID-19 é uma doença nova e ainda em fase de pesquisas e de entendimento. A cada dia, surgem novos trabalhos, informações e controvérsias sobre o comportamento do vírus, seu diagnóstico e, principalmente, o seu tratamento.

Nesse cenário, é normal que as gestantes se sintam ainda mais ansiosas e preocupadas com os riscos de se contaminarem e de transmitirem o vírus para seus bebês.

Esse texto resume o que sabemos sobre o coronavírus e a gestação até o momento.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Risco de contrair o coronavírus durante a gestação

Não existem estudos conclusivos que indiquem que o risco de uma gestante ser infectada pelo coronavírus é maior que o das outras pessoas.

Porém, como nessa fase o organismo está mais suscetível à infecções e os quadros tendem a ser mais graves, em Abril de 2020 o Ministério da saúde resolveu incluir as grávidas e puérperas no grupo de risco.

Atenção! As gestantes com comorbidades precisam de atenção redobrada.

Sinais e sintomas

O quadro da COVID-19 nas gestantes é o mesmo: febre, tosse e dificuldade respiratória.

Algumas grávidas, da mesma forma que as outras pessoas, podem apresentar complicações como a pneumonia. Nesse caso, os riscos para a gestação existem, e são eles: rotura prematura de membranas, descolamento de placenta, restrição do crescimento intrauterino, parto pré termo e alteração do bem estar fetal.

Se ocorrer infecção pelo coronavírus durante a gravidez, o feto deve ser monitorado cuidadosamente.

Transmissão para o feto

Até o momento, não existem evidências de que a mãe transmite o vírus para o bebê durante a gestação.

Os relatos de recém-nascidos que apresentaram a infecção apontam que o contágio aconteceu, provavelmente, logo após o nascimento.

Pré-natal durante a pandemia de coronavírus

Manter o acompanhamento pré-natal em dia é essencial para a sua saúde, e a do bebê também. Siga as recomendações e cuidados ao sair de casa, mas não falte à sua consulta!

*Importante: recentemente, o uso de máscaras caseiras foi recomendado para todas as pessoas que precisarem sair de casa, especialmente para frequentar ambientes em que o afastamento de 2 metros não for viável.

Cuidados com o bebê

Se a mãe estiver infectada pelo coronavírus, deve tomar alguns cuidados especiais ao cuidar do recém-nascido como, por exemplo:

  • usar máscara;
  • lavar as mãos com frequência;
  • usar álcool gel antes de pegar o bebê.

As mães que estão amamentando devem CONTINUAR O ALEITAMENTO, mesmo se diagnosticadas com a doença. Os estudos não demonstraram a excreção do vírus no leite materno.

Porém, um maior cuidado deve ser tomado na hora de amamentar para que não ocorra transmissão por meio de gotículas respiratórias.

Enfim...

Sabemos que a gravidez é um momento de grande ansiedade na vida de uma mulher, mesmo sem o estresse de uma pandemia. É difícil manter a calma em meio a tantas notícias e preocupações.

Porém, ao que tudo indica, o coronavírus não representa um risco maior para as gestantes ou para os bebês. Siga as recomendações de prevenção e tente ficar tranquila! Tudo vai ficar bem…

 

Você quer saber como prevenir o coronavírus?

Confira as nossas dicas de prevenção e tudo o que você precisa saber sobre o novo coronavírus

Siga nossas redes sociais: